Artigos

Como produzir conteúdo de valor na advocacia?

A produção de conteúdo pode acabar sendo uma tarefa bastante difícil e que muitas vezes pode recair em você, advogado, aquela justificativa de que não possui tempo para produzir o conteúdo ou que falta criatividade, não é mesmo? Justamente por isso, confira neste artigo 5 tipos de conteúdo de valor que o seu perfil jurídico deve ter:

Conteúdo que ensine algo para as pessoas – conteúdo de valor. Você precisa publicar conteúdos que vão ensinar algo para o grupo de personas. Por isso, é tão importante inserir artigos no site ou blog do escritório. Posteriormente, estes conteúdos podem ser distribuídos em diversos formatos nas redes sociais. Não esqueça, um artigo pode ser transformado em podcast, vídeo, posts curtos, stories, ou seja, reaproveite os conteúdos. Distribua os conteúdos, de acordo com as fases do funil de vendas. Leia este artigo: A jornada do conteúdo no funil de vendas.

Quanto aos posts das redes sociais, insira uma chamada atrativa no card (imagem em destaque), insira um texto utilizando técnicas de copywriting, assim você irá despertar interesse de quem está acessando o feed do Instagram, Linkedin, Facebook ou outra rede social.

Exemplo: O que muda na sua empresa, após a LGPD?  

Conteúdo que simplifique alguma informação, ou causas – sabe aquela informação simples, mas que muitas pessoas desconhecem? Escreva, fale sobre essas dúvidas. As pessoas estão o tempo todo buscando conteúdos no Google e nas redes sociais. Crie conteúdos sanando respectivas “dores”. Aproveite e pesquise temas em plataformas como Google Trends e Youtube, pois ajudará na criação de novos conteúdos.

Exemplo: Quem tem direito à aposentadoria rural?

Um conteúdo de inspiração, para humanizar e criar relações.

Crie conteúdos utilizando a técnica de storytelling. Conte uma história. Fale sobre os seus desafios, carreira, êxitos. Faça com que o leitor se sinta parte daquela história. Você também pode transformar os seus próprios cases em histórias e utilizar personas fictícias, assim você não divulga o nome dos clientes e não fere o código de ética da profissão.

Conteúdo voltado à interação – utilize os stories para compartilhar dicas de livros, séries, museus visitados e atividades que farão o público se aproximar de você. Mostre um pouco dos bastidores do escritório, do dia a dia. Também utilize as enquetes nos stories para gerar engajamento.

Conteúdo que converte – é aquele que faz as pessoas tomarem a decisão de contratar os seus serviços. Grave vídeos, faça lives, webinars, insira conteúdos específicos no seu site e redes sociais. Você precisa entender sobre o funil de vendas e sobre a jornada que o consumidor percorre até chegar na sua marca.

É sempre importante saber dosar cada tipo de postagem para obter um melhor alcance! Por isso, é de suma importância organizar a produção de conteúdo jurídico em um calendário editorial.

Veja também o vídeo: 5 tipos de conteúdos de valor para as redes sociais.

Quer aprender mais sobre Produção de Conteúdo na Advocacia? Confira o meu curso online. Aproveite a promoção de 50% e garanta a sua vaga!

Compartilhe este post
Share on Facebook
Facebook
Share on LinkedIn
Linkedin
Tweet about this on Twitter
Twitter
Email this to someone
email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *